O projeto tem trés objetivos:

• Intercambio das culturas surdas

• fazer relações públicas para o mundo surdo no Brazil (também Bolivia e Ecuador)

• ter um bom tempo juntos como equipo entre as etapas de bicicleta

Se trata de um projeto de bicicleta « tamdem » que será realizado no Brasil, Bolívia, Peru e Equador, entre Setembro de 2009 e Janeiro de 2010. Uma equipe será organizada com seis participantes  da Alemanha e dos paises da América Latina. Os participantes irão percorrer de bicicleta estes países e durante o percurso darão workshops sobre a linguagem de sinais nas escolas e encontrarão a imprensa local.

A bicicleta em questão tem seis assentos, que serão  ocupados por quatro alemães (entres os quais um é surdo, e os outros estudantes em áreas relacionadas aos surdos) e outros dois, surdos residentes dos países onde se passa o projeto.

Os participantes da América do Sul devem estar ligados à projetos relacionados aos surdos no pais, o que permitira um intercâmbio cultural entre os surdos alemães e os surdos da América Latina.

Durante esses quatro meses  serão realizados aproximadamente 10 projetos com alunos surdos. A equipe se apresentara durante alguns dias em escolas particulares ou públicas. É possível que  esses alunos que foram pré selecionados pelos diretores não estejam mais disponíveis para participarem, por essa razão já estamos procurando outros possíveis participantes locais, assim como intérpretes que gostariam de nos acompanhar durante algumas semanas.

O que significa que a equipe poderá ser constituída de mais de 6 pessoas. A composição ideal da equipe seria: 3 ouvintes, 1 surdo alemão, 2 alunos surdos locais e 1 surdo adulto ou um intérprete. Os workshops de linguagem de sinais serão dados em escolas com o intuito de acabar com os preconceitos ainda existentes em relação aos surdos. Através destas aulas, os surdos poderão mostrar às crianças ouvintes, que é possível para eles se comunicar, compartilhar pensamentos e idéias com pessoas de outros continentes através de uma linguagem internacional de sinais. Para que essas crianças possam melhor compreender, ensinaremos os 30 sinais mais fáceis e lógicos na linguagem local de sinais. As crianças também trarão suas próprias questões, que serão traduzidas instantaneamente, promovendo assim uma interação entre a classe e os participantes surdos.